terça-feira, 4 de outubro de 2011

“De verdade somos” X “Eu sou assim”


"Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele fica só. Mas, se morre, produz muito fruto." - (Jo 12,24)



E sou assolado por um pensamento “pra servir a Jesus só morrendo”. Vejo a força do mundo-mente-consciente, e o poder das ilusões todas tanto no nível das aparências onde queremos ser enganados pra podermos viver uma vida com o mínimo de sentido, quanto no nível das coisas que em nós foram se formando ao longo da vida as quais nós chamamos de “eu sou assim”, e o que nada mais são do que criações nossas desenvolvidas para serem escudo protetor nesse mundo perverso.

E na vida vamos desenvolvendo manias, jeitos, ignorâncias, arrogâncias, soberbas, vaidades todas e vamos nos distanciando de quem “de verdade somos” e assumimos cada vez mais o “eu sou assim” .

O “eu sou assim” é formado pelo ego e pelos traumas, o “de verdade somos” é quem somos realmente sem a influencia moldadora do mundo onde só nós vemos assim em Cristo e pelo moldar Dele, por que esse “de verdade somos” é parecidíssimo com Jesus pois foi feito a sua imagem e semelhança.

E pra irmos assumindo o “de verdade somos” ainda aqui nessa terra só há uma forma, morrendo, tem que se morrer pra esse mundo-mente-consciente que é feito de todas as ilusões e tendo como patrono a antiga serpente, satanás, coroado de príncipe desse mundo-mente-consciente.

E pra morrermos temos que tomar por fé a morte Dele na cruz e nós sepultarmos com ele sabendo que "Portanto, fomos sepultados com ele na morte por meio do batismo, a fim de que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos mediante a glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova."(romanos 6:4) .


E só sendo sepultado com Ele em fé é possível nessa terra ainda irmos assumindo o “de verdade somos” como quem somente somos e que o nosso chamado é pra sermos nova criatura pois assim como Jesus disse a Nicodemos “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus.” E esse novo nascer no sangue de Seu sacrifício que é o ser nova criatura nascido de novo por fé naquele que ressuscitou dos mortos a saber Jesus Cristo.

E por assumimos por fé essa morte e esse ressuscitar em Cristo todos os dias, querendo com coração verdadeiro a nova criatura que em nós vai sendo formada, vamos sendo apresentados a quem fomos feitos pra ser, e vamos percebendo que em nós vai surgindo desejos que nada nesse mundo pode saciar, desejos esse que mora no coração dessa nova criatura, desejos por céus, por vida, pelas coisas do amor, pelas coisas do alto.

E isso vai se manifestando em nós enquanto querermos de coração e tomarmos a cruz de Cristo todos os dias, sabendo que cada dia é cada dia e que o dia de ontem já passou e a fé de ontem já não se vale como autenticador dessa nova criatura, pois deve-se morrer todo dia e carregar esse sacrifício feito por nós toda manhã, só assim a possibilidade de vivermos esse vida nova a que somos convidados.

Assim negando o “eu sou assim” e assumindo o “de verdade somos” todos os dias viveremos para Ele como nova criatura.




Que Deus nos ajude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário