segunda-feira, 15 de março de 2010

Sempre o querer com suas demandas invisíveis, com suas tiranias cruéis, com seus subornos corrosivos. Eu quero, todos querem, este é o nosso vicio, doentes que somos.